Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.

Internet via Rádio

Quais as principais vantagens da Internet Via Rádio?
  • Internet 24 horas por dia.
  • Sem limites de trafego.
  • O usuário não precisa de linha telefônica.
  • Velocidades de 1Mega á 5Mega.
  • Possíveis instalações em lugares isolados.
  • Instalações Rápidas.
  • Sem limites de dispositivos.
  • Suporte Técnico Rápido.
  • Custo Benefício.

A Internet Via Rádio é uma das tecnologias de banda larga à Internet que mais cresce atualmente, transportando sinais de Internet de um Provedor de Acesso até o cliente final através de sinais de rádio, antenas transmissoras e receptoras e cabeamento de rede. A TACNET Telecom atende empresas, residências e condomínios.

Como funciona a Internet Via Rádio?
O funcionamento do Internet Via Rádio é simples. O sinal é enviado da TACNET Telecom, através de servidores e antenas, até uma antena localizada no cliente. No caso de um edifício, o equipamento se resume a uma antena que recebe o sinal, localizada no ponto mais alto do edifício e distribuída com cabo de rede. No equipamento do usuário é necessário somente de uma placa de rede.

Internet Fibra Óptica

Quais as principais vantagens da Fibra Óptica?
  • Internet 24 horas por dia.
  • Sem limites de trafego.
  • O usuário não precisa de linha telefônica.
  • Velocidades de 3Mega á 30Mega.
  • Qualidade indiscutível, Altas velocidades.
  • Não sofrem interferências eletromagnéticas.
  • Sem limites de dispositivos.
  • Suporte Técnico Rápido.
  • Downloads e Uploads incrivelmente rápidos.

A Internet Via Fibra Óptica é uma tecnologia de ponta onde grandes provedores de telecomunicação estão migrando. A fibra tem grandes vantagens comparadas aos cabos de cobre, não existe interferência eletromagnética e nem perda de dados na transmissão, além de ter manutenção muito baixa e qualidade muito alta.

Como funciona a Internet Via Fibra Óptica?
O funcionamento do Internet Via Fibra Óptica é simples. O sinal é enviado da TACNET Telecom por meio de fibra até o cliente, o cliente recebe um conversor em comodato onde é convertido o sinal de luz em digital, deste conversor sai um cabo de rede que vai conectado no computador do cliente ou um roteador.

Definição

Internet é um sistema global de redes de computadores interligadas que utilizam um conjunto próprio de protocolos (Internet Protocol Suite ou TCP/IP) com o propósito de servir progressivamente usuários no mundo inteiro. É uma rede de várias outras redes, que consiste de milhões de empresas privadas, públicas, acadêmicas e de governo, com alcance local e global e que está ligada por uma ampla variedade de tecnologias de rede eletrônica, sem fio e ópticas. A internet traz uma extensa gama de recursos de informação e serviços, tais como os documentos inter-relacionados de hipertextos da World Wide Web (WWW), redes ponto-a-ponto (peer-to-peer) e infraestrutura de apoio a correio eletrônico (e-mails). As origens da internet remontam a uma pesquisa encomendada pelo governo dos Estados Unidos na década de 1960 para construir uma forma de comunicação robusta e sem falhas através de redes de computadores. Embora este trabalho, juntamente com projetos no Reino Unido e na França, tenha levado a criação de redes precursoras importantes, ele não criou a internet. Não há consenso sobre a data exata em que a internet moderna surgiu, mas foi em algum momento em meados da década de 1980.

O financiamento de uma nova estrutura principal de informática (dita backbone) para os Estados Unidos pela Fundação Nacional da Ciência nos anos 1980, bem como o financiamento privado para outros similares backbones comerciais, levou a participação mundial no desenvolvimento de novas tecnologias de rede e da fusão de muitas redes distintas. Embora a internet seja amplamente utilizada pela academia desde os anos 1980, a comercialização da tecnologia na década de 1990 resultou na sua divulgação e incorporação da rede internacional em praticamente todos os aspectos da vida humana moderna. Em junho de 2012, mais de 2,4 bilhões de pessoas — mais de um terço da população mundial — usaram os serviços da internet; cerca de 100 vezes mais do que em 1995. O uso da internet cresceu rapidamente no Ocidente entre da década de 1990 a início dos anos 2000 e desde a década de 1990 no mundo em desenvolvimento. Em 1994, apenas 3% das salas de aula estadunidenses tinham internet, enquanto em 2002 esse índice saltou para 92%.

A maioria das comunicações tradicionais dos meios de comunicação (ou mídia), como telefone, música, cinema e televisão estão a ser remodeladas ou redefinidas pela internet, dando origem a novos serviços, como o protocolo de internet de voz (VoIP) e o protocolo de internet de televisão (IPTV). Jornais, livros e outras publicações impressas estão-se adaptando à tecnologia web ou têm sido reformulados para blogs e feeds. A internet permitiu e acelerou a criação de novas formas de interações humanas através de mensagens instantâneas, fóruns de discussão e redes sociais. O comércio ''on-line'' tem crescido tanto para grandes lojas de varejo quanto para pequenos artesãos e comerciantes. Business-to-business e serviços financeiros na internet afetam as cadeias de abastecimento por meio de indústrias inteiras. A essa agregação de funcionalidades por meio dum núcleo comum (Internet, no caso), tem-se usado chamar convergência tecnológica ou, simplesmente, quando não for ambíguo, convergência.

A internet não tem governança centralizada em qualquer aplicação tecnológica ou políticas de acesso e uso; cada rede constituinte define suas próprias políticas. Apenas as definições de excesso dos dois principais espaços de nomes na internet — o espaço de endereçamento Protocolo de Internet e Domain Name System — são dirigidos por uma organização mantenedora, a Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (ICANN). A sustentação técnica e a padronização dos protocolos de núcleo (IPv4 e IPv6) é uma atividade do Internet Engineering Task Force (IETF), uma organização sem fins lucrativos de participantes internacionais vagamente filiados, sendo que qualquer pessoa pode se associar contribuindo com a perícia técnica.